sábado, junho 04, 2005

A Paradinha do Big Ben

Estava eu feliz da vida na casa de uma amiga quando soube a tragédia: o Big Ben, em Londres, parou durante cerca de uma hora, na Sexta-Feira do dia 27 de Maio de 2005, às 22 horas, 7 minutos e 25 segundos. Foi consertado, voltando a funcionar às às 22 horas, 7 minutos e 25 segundos.

Como assim "parou o Big Ben"?! Como todos sabem, desde que o universo surgiu, é ele quem manda na hora universal. É o pai de todos os pontos de trabalho do mundo. Teve sua bateria substituída, depois de uns trilênios paradão, quando Deus se compadeceu de seu relógio atômico e o ligou com aqueles fósforos que também são vendidos até hoje, o Fiat Lux. Nessa época, eu me lembro, todas as coisas voltaram a se mexer novamente, e o universo recomeçou um processo de expansão corporativa, quebrando o monopólio do nada. Está até hoje ampliando sua atuação no cosmos. O Big Ben, de acordo com a Fortune, é o maior CEO de todos os tempos.

Por falar em fósforos, talvez seja mesmo a gás, porque atômico não parece. É meio pesadão, e fica lá, com aquela pinta de lápis de cor, parado - em relação à Terra, não no tempo. Aliás, no tempo ele parou também. Está bem velhinho. Tive uma visão esses dias: Deus usa mesmo é um relogiozão digital, modernoso, estilo "cebolão". É mais bonito, fala as horas e mede até pulsos cardíacos. Acha que Ele ia dar mole? O Big Ben agora enfeita seu criado-mudo. Mudo, porque Ele está de saco cheio de ouvir prece sem sentido, e também apóia a contratação de deficientes físicos.

O Big Ben não é o mais pontual do mundo? E agora? como vamos confiar nas horas que dizem por aí? O que aconteceu com o mundo durante o tempo que esteve parado? Será que tudo parou junto? Na minha opinião, isto é um sinal - ele está querendo se comunicar conosco. Como não fala inglês, acaba falando a hora mesmo e tenta dizer algo. Talvez seja a hora de tirar umas férias (captou o trocadilho? "a hora de tirar férias"?). Imagina só o Big Ben descansando durante um mês? 2006 vai ter 13 meses.

Há quem diga que a parada foi motivada pela temperatura, que chegou a 31 graus naquele dia - o mais quente em Londres desde 1953. Se ele vier para o Rio então, derrete.

Os líderes da Inglaterra se reuniram em sua sede - a Casa Branca, pra discutir quem pode substituir o relógio. A tomada de suas estruturas não será fácil, segudo Condolessa Rice, pois os famosos anões que habitam dispositivos automáticos podem ter armas nucleares em seu poder. Cogitaram a hipótese de Bin Laden ter feito uma aliança com eles, e estar escondido por lá.

O Big Ben é herói de guerra. Entre 1939 e 1945, resistiu bravamente aos bombardeios alemães, quando atuava no programa tático de sincronização das manobras dos exércitos ingleses. Era uma grande referência. Em 1962, foi encarregado de anunciar o ano novo, mas chegou um pouco tarde e o fez com dez minutos de atraso, pois uma nevasca atrapalhou o trânsito das ruas até o rio Tâmisa. Conhecidamente, também é ativista político: promoveu uma parada em 30 de abril de 1997, um dia antes das eleições gerais que levaram ao poder o primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair. Três semanas depois, ele voltou a parar.

Gosta de mentir, dizendo ter 147 anos. Hebe Camargo, no entanto, revelou que Big Ben sempre foi um tremendo mulherengo, desde os tempos em que ela corria nua pela Mata Atlântica, mas sem laquê - época em que o Tupi-Guarani era a lingua oficial de nossa terra. Conheceu-o acompanhado de marinheiros portugueses nas caravelas das Grandes Expedições Marítimas, quando pela primeira vez soube o que era um espelho. Curiosamente, parece nunca tê-lo usado. "Naquela época", revela a apresentadora, hoje mumificada pelos tratamentos de beleza, "Ele já dava umas paradas de vez em quando, quando estávamos a sós. Mas quando funcionava, era cada ponteirão, uma gracinha!"

Como já dito anteriormente, o relógio mais famoso do mundo é um grande empreendedor. Foi ele quem, em 1788, deu a idéia a John Walter de mudar o formato de edição de seu jornal, o antigo Daily Universal Register, para atingir um público maior. Nessa época, o jornal passou a se chamar The Times, e noticiava fofocas dos figurões locais. "Ben sempre teve muito bom tino para o marketing editorial de massa. Nossas vendas dispararam", disse John Walter, em entrevista por telefone.

Sua contribuição para a arte inclui a participação no melhor disco do Pink Floyd, The Dark Side of The Moon, como percursionista. Na abertura da música Time, foi Ben quem tocou tanto o tique-taque quanto o despertador, e fez o backing vocal das badaladas, com um tenor de grande presença.

"Já não tenho a mesma empolgação com o mundo. Preciso me aposentar. Não estou com a mesma corda de antes", diz. "Os tempos já não são os mesmos, as pessoas não sabem mais o que é felicidade. Deixaram de se importar com questões que deveriam ter sido resolvidas há muito. Deixaram correr uma maldade e desigualdade sem precedentes. Há muita pressa, e meu trabalho tem sido muito árduo. Não dá para conseguir mais tempo do que o tempo tem. Hoje, as horas andam muito apressadas. Não consigo acompanhar", lamenta o atômico astro, em uma mensagem comovente.

O relojoeiro Arlindo Araújo Horácio, brasileiro, 64 anos, especialista em atômicos, foi o herói quem acertou as horas do Big Ben, com as horas do relógio do próprio pulso: "todo mundo diz que eu sou o mais pontual do mundo. Nunca cheguei atrasado para um compromisso na minha vida. Minha esposa e meus cinco filhos sempre me tomaram como exemplo nisso. Chegar na hora em que o Big Ben parou foi fácil. Além disso, eu uso a mesma marca de relógio que o nosso Pai", diz Horácio, mostrando seu cebolão com orgulho. Chegou pontualmente para consertar o Big Ben, às 22 horas, 7 minutos e 25 segundos, horário de Londres.

O Big Ben
Um close revela os olhos cansados de nosso relógio atômico, depois de muitos anos de trabalho


* O Big Ben não é um relógio atômico. A idéia veio do trocadilho com Big Bang, teoria que explica o início da expansão das partículas do universo. Tampouco é a referência dos outros relógios, isso é feito pelo observatório de Greenwich, que também é uma cidade inglesa.

Safe Creative #0801220392704

6 comentários:

Menta disse...

"vou escrever sobre isso"...
pirou, né?

auhuahuahuahuahua
8^P

PS: O relógio da Central vai ficar com ciúmes...

Nina Thunder disse...

Vixe, então...
Quando fiquei sabendo que o BigBen tinha feito um Big Boom, lembrei do Big Bang tb.
Realmente, Time foi inesquecível...como ele consegue aquilo só com as cordas vocais...impressionante neh...:)
É, o Big continua Big ! E mereceu mesmo um big post(el).
*Adoro trocadilhos*
Bjo

Anônimo disse...

Muito engraçado o post, Rodrigo...
Só vc mesmo prá pensar em tanta coisa e ligar tantos pensamentos diferentes numa única idéia... eheh
Um abraço e vê se aparece!

Over Jinx

Zampa disse...

Aeh, Rodrigo, só pra teoria da conspiração tomar seu rumo:

Dia 27/05 foi meu aniversário cara!
Fiz 22 anos.
Isso tudo começa a fazer sentido quando se pensa que quando eram 10 horas en Londres aqui eram 7 (é isso mesmo? Cuiabá eh uma hora a menos que Brasília) e a partir dessa hora eu estava saindo do trabalho pra começar a tomar uma cerveja pra comemorar... quem esteve presente?

Um grande amigo meu, o Ben... ele ficou lah por uma hora mais ou menos... tomou umas cervejas pra aliviar o calor, reclamou um pouco da vida e depois falou que deveria voltar pro seu trabalho. Contou tb que já estava cansado de trabalhar com a mesma coisa sempre...

Falei pra ele que se ele fosse trabalhar com programação seria um Big Bug, eternamente frustrado... então o convenci a retomar seus trabalhos rotineiros...

---

Cara, depois vc entra no meu blog tb... To contando um pouco do que estou passando em Cuiabá, aqui tá legal, muito quente mas tá legal.

Um abraço!

Rodrigo Santiago disse...

Zampa, pode crer, o Relógio da Central comentou outro dia... Tava em altas badaladas na Lapa.

:)

Rcesar disse...

Otima figuracao essa, Rodrigo. Pega na veia da fleuma inglesa, e ouso acrescentar que o tal Ben, a primeira vez que badalou, partiu um de seus sinos badalando desafinado. A melodia desse velho carrilhao foi inspirada, na verdade, na propaganda do Phymatosan, produto de 1920 liberado pelo Departamento Nacional de Saude do Brasil de entao, com o proposito de ajudar no tratamento males dos pulmoes!