terça-feira, julho 11, 2006

Quando Estamos Perdidos

A gente sempre se transfere um pouco
Para o corpo da pessoa querida
E com isso, transferimos também a ela
Um pedaço da nossa responsabilidade
De nos fazer feliz

Quando, e se, somos abandonados,
Esse pedaço de alegria se perde
Não nos sentimos culpados, mas traídos
Por nosso próprio erro

Essa ansiedade infantil
De estar perto de quem amamos
É natural, mas não podemos perder de vista
Que todo momento deve ser usufruído
Com tudo o que pudermos viver

Para que não nos sintamos desalmados
Para que não fiquemos angustiados
Para que estejamos saciados
E pra que a lembrança seja

Quando nos transferimos um pouco
Àqueles que tanto queremos
Julgamos muito mal um inocente
E nos traímos nós mesmos



Safe Creative #0803040463138



Eu tou amarradão demais no CD do Raphael Rabello com a Amélia Rabello, chamado Todas as Canções. É demais mesmo, tou ouvindo no repeat sem me cançar... Há quase duas semanas.

É claro, há uma outra música que não sai da coleção: Gracias a la Vida, interpretada pela Manu. Sim, sim, foi aquela mesma que eu coloquei online, agora com o link pra baixar.

4 comentários:

Emmanuele disse...

Meu amado, que poesia bonita!!!
Saudade de vc!
Beijinhos

Nina Thunder disse...

Apesar de não concordar hoje, achei linda a poesia.
E no meu repeat está Basement Jaxx, álbum Remedy, há 1 semana...vou catar esse daí pra ver coé. Hehehehe
A Manu gravou outras ? Queria mesmo ouvir, amei a voz dela, demais.

(resp pro teu coment: Sem escrever, acho que me esforçaria mais em falar melhor.)

BJSSSS

Rodrigo Santiago disse...

Hmmmmmmm, acho que entendi :-)

Talvez as relações melhorassem se falássemos melhor ao invés de escrevermos... É disso que você falou?

Nina Thunder disse...

Isso!
=)